quarta-feira, 2 de junho de 2010

SUPERANDO OS PRECONCEITOS E APRENDENDO A ARTE DO ACOLHIMENTO.




SUPERANDO OS PRECONCEITOS E APRENDENDO A ARTE DO ACOLHIMENTO.
Objetivo: Refletir e vivenciar valores que favoreçam a convivência com as diferenças, analisando os elementos compõem o fenômeno religioso nas diferentes tradições religiosas.

Conteúdos em rede: Alteridade Culturas e Tradições Textos sagrados verbais e não verbais Rituais e Espiritualidade

A ARTE DO ACOLHIMENTO



Se olharmos com mais atenção para o mundo que nos cerca, vamos perceber a riqueza das diferenças dos seres na natureza. Cada ser, seja pessoa, animal, árvore, rio, estrela, montanha, flor ou pedra, possui suas próprias características e sua própria essência. A isso chamamos de singularidade, pois cada um é único no Universo, é singular, não existe um outro totalmente semelhante ou igual, embora muitos possam ser parecidos, ainda assim há detalhes que os tornam diferentes uns dos outros.

Vivemos num mundo de diversidade. A diversidade torna o nosso mundo rico e variado. Querer que todos sejam iguais, empobrece o nosso modo de viver, limitando a possibilidade da criatividade, da expressão, do novo e do diferente.

Em relação às pessoas, essa pluralidade se manifesta no modo ou jeito de ser de cada um, de pensar, de acreditar, de compreender o mundo e de viver a vida, a partir de uma determinada cultura, tradição, religião ou filosofia de vida.

Existem os que acham que somente a sua religião ou Igreja é a dona exclusiva da verdade, que o seu modo de ver o mundo, de acreditar e cultuar a Deus, de interpretar o Livro Sagrado, é o melhor e o mais verdadeiro, por isso, consideram as outras formas de crença não verdadeiras e até inferiores, tratando-as com preconceito e discriminação. Querem, muitas vezes, converter e convencer os outros a aderirem ao seu modo de pensar ou acreditar. Gente que tem essa postura de intolerância, geralmente, não teve oportunidade de refletir um pouco para compreender que Deus, o Universo e a Vida é bem maior do que as nossas convicções, experiências e crenças, a partir das quais muitas vezes, limitamos a nossa visão e compreensão sobre a Grande Vida da qual fazemos parte. Na essência, ninguém está separado desta Grande Vida, apesar das diferenças, sejam elas quais forem. Está por chegar o dia em que a Humanidade finalmente compreenderá, que por meio do Amor Incondicional, todos, não importa a cultura, a religião ou igreja, podemos ser uma grande família. Então, a paz em nosso mundo, será uma realidade.

A vida se expressa na diversidade, sem perder de vista o equilíbrio na unidade do TODO, portanto, a própria vida nos desafia a sairmos de nós mesmos, e nos abrirmos para o outro, para o novo, para o diferente, sem receio de perdermos as raízes de nossa própria identidade, seja ela pessoal, cultural ou religiosa.

Saber respeitar e valorizar as diferenças são atitudes a serem desenvolvidas por cada um de nós, a partir do diálogo, da reflexão, do estudo, buscando superar os preconceitos e mudar para melhor o nosso modo de ser, de pensar e de agir em relação a nós mesmos e aos outros.

Precisamos aprender a ter um olhar de respeito, compaixão e afeto para com o outro, seja esse outro uma pessoa, um grupo religioso ou étnico. Conviver harmoniosamente com as diferenças é cultivar a arte do acolhimento.
SUGESTÃO DE ATIVIDADES.

SUGESTÃO 1 – Problematização – Nossa sociedade é marcada por uma imensa pluralidade cultural e religiosa. Convivemos com pessoas de diferentes crenças e filosofias de vida. Como devemos nos comportar diante dessa realidade plural?

Orientar um momento de reflexão a partir da problematização, depois trabalhar a leitura e interpretação oral do texto: A ARTE DO ACOLHIMENTO. Os alunos ilustrarão o texto com desenhos.

SUGESTÃO 2 – Distribuir papel e giz de cera e deixar livre para que os alunos escolham as cores que mais gostam e criem formas abstratas. Depois, sentar-se-ão em duplas e tentarão identificar formas nominando-as, assim, perceberão que cada um deles pode ver formas diferentes e pode até mostrar e fazer o outro ver o que ele vê. Deste modo, o professor orientará para a reflexão de que as pessoas compreendem o mundo e a religião conforme seu modo de ser e que não há inconvenientes na diversidade, desde que a maneira de ver de cada um seja respeitada. Em seguida, poderão produzir texto ou histórias em quadrinhos sobre o tema: CONVIVENDO NA DIVERSIDADE. Os alunos transcreverão seus textos em pedaços de papel bobina com ilustrações. Se possível, organizar uma exposição na escola destes cartazes num varal didático.

SUGESTÃO 3 – Elaborar uma lista de nomes de tradições religiosas (religiões) do mundo, Religiões Indígenas, Afro-descendentes, Cristianismo (igrejas), Judaísmo, Islamismo, Hinduísmo, Budismo, Fé Bahá, Espiritismo...Em equipe, os alunos realizarão pesquisas sobre estas tradições. O professor sorteará uma tradição para cada equipe. Assuntos a serem pesquisados:

Origem história;
O que a tradição ensina sobre o respeito, a solidariedade, a paz e o amor?
Que texto sagrado usa (oral, escrito, pictórico)? Quais os nomes dos livros sagrados? Pesquisar um mito indígena sobre a criação do mundo ou do ser humano.
Descrever alguns rituais da tradição. Exemplo: batismo católico, batismo evangélico, cerimônias de casamento nas diferentes culturas religiosas.
Quais as principais celebrações? Páscoa por exemplo – como é celebrada, com quais símbolos?
Que práticas devocionais são realizadas por seus seguidores? Oração, meditação, cânticos de louvor, danças sagradas, etc.
Qual a idéia sobre Deus (Transcendente)?
As fontes de pesquisa: Internet, livros, revistas disponíveis na escola, entrevistas com líderes religiosos ou pessoas que têm conhecimento sobre os assuntos em estudo. O conhecimento produzido (resultado das pesquisas) serão socializados entre todas as turmas da escola por meio de: Confecção de álbuns do conhecimento religioso, cartazes, maquetes, entre outros.

SUGESTÃO DE LIVROS PARA PESQUISA

As Grandes Religiões do Mundo – Benoit Marchon e Jean-François Kieffer – Paulinas.

Redescobrindo o Universo Religioso – Vários autores – de 1ª a 8ª séries- Editora Vozes.

Alegria de Viver – Maria Izabel de Oliveira Tongu – 8ª série – Editora Moderna;

Para entender as Religiões – John Bowker – Editora Ática

Nenhum comentário:

Postar um comentário